sexta-feira, 20 de junho de 2014

Idolatria versão evangélica!!!

A idolatria é um dos pecados mais terríveis listados na Bíblia, porque consiste em dar glória e veneração a algo ou alguém que não seja o próprio Deus, o único que é digno de toda honra, toda glória, todo louvor e toda adoração. Entretanto, apesar de tão claro, este é um dos pecados mais praticados e mais ignorados em nossos dias no meio evangélico. É triste dizer, mas está se tornando cada vez mais comum jovens evangélicos que desenvolvem verdadeiros comportamentos idolátricos em relação a pessoas e coisas que, obviamente, não devem receber a nossa adoração.
Idolatria não é só se prostrar diante de um ídolo de pedra, barro ou metal. Coisas ou pessoas também podem se tornar ídolos em nossa vida, quando começam a ganhar em nosso coração um lugar que não deveriam ter.
Uma coisa é gostar, admirar e respeitar; outra bastante diferente é “endeusar”, idolatrar. Logo, segue o alerta: cuidado para que o mero gostar e admirar não dê lugar à adoração por pessoas e coisas!
Veneração a cantores
Infelizmente, hábitos próprios do público do meio artístico secular estão cada vez mais sendo reproduzidos no meio evangélico brasileiro, devido ao crescimento e à maior visibilidade que os cantores evangélicos têm ganhado midiaticamente nos últimos anos, e que é decorrente do avanço do mercado fonográfico evangélico brasileiro.
Não, não há nada demais em gostar de um determinado cantor ou cantora evangélicos, de admirá-lo(a), de sentir-se inspirado positivamente pelo seu ministério, de orar por ele ou por ela, ou mesmo, eventualmente, de fazer aquela “tietagem” básica: elogio, abraços, conversa e fotos. O problema surge quando, por exemplo, aquela pessoa começa a se tornar o centro de tudo, até mesmo ocupando o espaço que deveria ser do culto a Deus.
Quando o vínculo emocional da pessoa com aquele cantor ou cantora que são admirados começa a se tornar exagerado, afetando todo o comportamento dessa pessoa, então a coisa já descambou para a idolatria.
Quando a presença daquela pessoa admirada no culto passa a ser mais importante do que o culto em si, então já estamos diante de um caso de idolatria.
Quando a ordem do culto começa a ser quebrada em nome de um frenesi enlouquecido diante do cantor admirado, então estamos diante de um caso clássico de idolatria dentro da igreja.
Quando tudo o mais é menosprezado no culto diante da presença do cantor ou cantora admirado(a), desde a liderança da igreja até o culto em si, então a coisa já saiu fora do controle.
Lembremo-nos que há o fogo estranho e há o fogo de Deus; há a verdadeira adoração e há a mera agitação carnal confundida com adoração a Deus. E não, não estamos condenando aqui o adorar a Deus com hinos animados, de celebração e alegria! Tudo isso é maravilhoso e legítimo! Estamos falando do perigo de o culto se tornar um mero show, de o local de adoração a Deus se tornar um ambiente de torcida organizada, de o púlpito se tornar um palco onde o foco é o homem, e não Deus, e isso tem a ver tanto com a atitude de quem ministra o louvor como com a atitude daqueles que são ministrados, daqueles que estão ali para participar daquele momento.
Quando o culto a Deus dá lugar ao show do homem, então estamos diante de um pecado. Isso desagrada a Deus, ofende-O profundamente. Podemos chamar isso do que quisermos, mas não de culto a Deus, pois já deixou de sê-lo há muito tempo. É culto ao homem, é idolatria versão evangélica.
Os limites da “tietagem”
Há limites para a tietagem. E quando é que a gente sabe que estamos passando dos limites? Dá para perceber isso facilmente quando:
1) A mera apresentação marcada daquele cantor ou cantora em algum lugar é tratado como “o maior acontecimento da minha vida”;
2) Achamos que podemos fazer qualquer coisa, até mesmo mentir, deixar de lado compromissos e responsabilidades, desobedecer os pais e liderança, magoar pessoas, prejudicar os estudos ou perder o emprego, para conseguirmos estar perto do cantor(a) admirado(a);
3) Deixamos de dar atenção ao culto a Deus para nos focarmos naquela pessoa admirada quando ela está no culto;
4) Ficamos descontrolados e histéricos (e não meramente emocionados) só por estarmos na presença da pessoa admirada;
5) Gastamos todo o dinheiro com materiais relacionados àquela pessoa;
6) Só usamos o computador e lemos revistas, jornais e livros para saber tudo sobre aquela pessoa;
7) Afastamo-nos das pessoas que não compartilham a mesma paixão ou mesmo passa a antipatizá-las;
8) Só gostamos de falar daquela pessoa admirada;
9) Tomamos atitudes radicais em nome daquela pessoa admirada (há até quem faça tatuagens da pessoa no corpo);
10) Valorizamos mais o nosso interesse por aquela pessoa do que qualquer outra coisa.
Há ainda o caso mais extremo daqueles que perdem o interesse pelas pessoas do dia-a-dia só para ficar mergulhado em seus sonhos sobre a pessoa admirada. Todos esses casos são doentios, próprios da idolatria, fazendo mal tanto ao nosso espírito quando à nossa alma, tanto às nossas emoções quanto à nossa vida espiritual.
Quem vive assim não cresce, só se infantiliza, e muitos acabam prejudicando a sua vida como um todo. Ora, somos cristãos! E cristãos não são idólatras. O cristão só adora, venera e exalta a Deus. Só Ele é a razão do nosso viver, o sentido e o motivo da nossa vida, pois foi Ele quem nos criou e fomos feitos para Ele, portanto nos realizamos nEle. Nada nem ninguém deve ocupar o lugar que Deus deve ter em nossas vidas!
Idolatria a coisas
Mas, não só a idolatria a pessoas tem feito males na vida de muitos jovens. A idolatria a coisas também.
Há gente que é viciada em internet, fazendo com que toda a sua vida gire em torno do mundo virtual. A maior parte do dia é dedicada à internet, prejudicando o sono, a saúde, os estudos e o relacionamento com Deus, com os pais, com os irmãos e com os irmãos em Cristo.
Há outros que são viciados em jogos eletrônicos, prejudicando seus estudos e o seu crescimento espiritual. Aliás, por falar em vida espiritual, esta é uma reflexão importante para ser feita a esta altura: Afinal, como vai a sua vida espiritual? Como vai o seu relacionamento com Deus?
Qual foi a última vez que você gastou tempo com Deus em oração?
Qual foi a última vez que você abriu a Bíblia para estudá-la ou para lê-la devocionalmente para a tua edificação espiritual?
Qual foi a última vez que você evangelizou alguém?
Qual foi a última vez que você dedicou tempo para ajudar as pessoas?
Será que a maior parte do seu dia é dedicada a coisas que realmente valem a pena ou só a futilidades?
Todos nós devemos ter tempo para o ócio, isto é, para coisas menos sérias e divertidas. Porém, nunca as amenidades devem ter a primazia sobre a nossa vida. Deus deve ter a primazia, depois a nossa família, e em seguida os nossos relacionamentos com os irmãos em Cristo e com a igreja. As amenidades devem vir em quarto lugar na nossa escala hierárquica de valores.
Outros casos sutis de idolatria
O apóstolo Paulo afirma em Colossenses 3.5: “Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a prostituição, a impureza, a afeição desordenada, a vil concupiscência e a avareza, que é idolatria”. Veja: Paulo fala de “afeição desordenada” e de “avareza”, que “é idolatria”. Avareza é apego às coisas materiais. Quando valorizamos mais os bens materiais do que o espiritual, estamos de cabeça para baixo espiritualmente. Estamos longe de Deus!
O profeta Samuel falou também sobre outro tipo de idolatria sutil no meio dos crentes. Disse ele, conforme registrado em 1 Samuel 15.23: “Porque a rebelião é como pecado de feitiçaria, e o porfiar é como iniquidade e idolatria. Porquanto tu rejeitaste a palavra do Senhor, Ele também te rejeitou a ti...”.
Ora, o que significa a palavra “porfiar”? Ela quer dizer, segundo o Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa, “discutir com calor”, “insistir”, “teimar”, “competir” e “disputar”. Ou seja, insubordinação, disputa entre irmãos, espírito de competição dentro da igreja, teimosia, arrogância, contenda, tudo isso, afirma Samuel é pecado de idolatria. Você já parou para pensar nisso?
Paulo afirma que uma das características do Anticristo, e que é própria do espírito do Anticristo, é se levantar “contra tudo o que se chama Deus, ou se adora” e querer “se assentar como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.4).
Não se engane: há muita gente que começa bem, mas acaba, infelizmente, perdendo a visão espiritual e, por isso, tem o seu coração cheio de altares. É gente que afirma que serve a um único Deus, mas possui um coração idólatra, repleto de “deuses”, quando também não adora a si mesmo.
Não à idolatria
Que após esta matéria, você possa parar um pouco para refletir melhor sobre a sua vida espiritual. O cristão não deve ser dominado ou escravizado por nada. Apenas Deus deve ser o Senhor soberano de sua vida.
Fora idolatria! Fora vícios! Viva à liberdade em Cristo – uma liberdade com responsabilidade, e que tem como foco principal o próprio Deus, o Senhor da vida!
Silas Daniel é pastor, jornalista, chefe de Jornalismo da CPAD e escritor
(Publicado originalmente na edição 94 da revista GeraçãoJC, da CPAD, edição de maio/junho de 2013).

A liberdade religiosa, a escola pública e o estado laico



Sob esta premissa, a Escola Pública deve portar-se com imparcialidade diante do pluralismo religioso da sociedade brasileira. O Estado laico é um regime social de convivência, em que a política e a cultura são legitimadas pela soberania popular e não por ideologias ou convicções religiosas de ordem pessoal. A Escola Pública como integrante do Estado laico, não pode apoiar nenhuma corrente religiosa, nem mesmo conceder privilégio algum seja explícito ou implícito, direto ou indireto. A Escola Pública, também não pode adotar qualquer ideologia ou matriz curricular que se mostre irreligiosa ou antirreligiosa.

Porém o que se observa no Brasil são escolas públicas que desrespeitam o texto constitucional e fazem de modo irregular apologia religiosa e ideológica no ambiente educacional. Os símbolos religiosos do catolicismo, por exemplo, são ostentados sem nenhum constrangimento, tais como os crucifixos e as imagens de santos ou de Maria. Alunos são obrigados a celebrar festas populares de origem católica, como a festa junina. As celebrações do folclore brasileiro e seu misticismo são apresentados como cultura popular. Isto sem falar, na adoção de material didático com conteúdo duvidoso que promove esta ou aquela ideologia. Mercê desta realidade, é imprescindível alertar aos pais que a Escola é um espaço público e não pode se transformar em um palco de doutrinação. A convicção e os valores religiosos dos alunos devem ser respeitados.

Em face dos preconceitos humanistas e do ranço ideológico de alguns setores responsáveis pela educação pública, os pais tem o dever de acompanhar a vida escolar de seus filhos e examinar os livros didáticos adotados pela escola. A igreja cristã não pode ficar refém do ranço ideológico ou religioso de parte das autoridades educacionais constituídas. A negligência ou a ausência de vigilância acarretará na imposição de uma cultura alheia aos valores do cristianismo.

Quando as questões são de cunho cristão, logo aparecem os defensores do estado laico para coibir a leitura da Bíblia e os valores do cristianismo, porém quando a prática é apologia ao esoterismo ou ocultismo os pseudo-intelectuais se apressam em classificar como questão cultural ou pedagógica. E a escola é um ambiente propício para a disseminação e implantação de qualquer tipo de ideologia, não apenas a secularista como também a religiosa.

Por estas razões, os pais devem estar atentos para coibir quaisquer medidas de coerção. Não se pode assistir passivamente a doutrinação de nossos filhos no ambiente escolar. Portanto, algumas ações eficazes devem ser tomadas, tais como: acompanhar a vida escolar dos filhos, verificar e analisar todo o material didático, rejeitar qualquer apologia que afronte os valores cristãos e repudiar toda ação que atente contra a liberdade ou discriminação religiosa. Se alguém perceber seus direitos violados, deve acionar o Conselho Tutelar e o Ministério Público que têm como função garantir o cumprimento da legislação.

No Estado brasileiro, a liberdade religiosa e de pensamento é uma garantia constitucional (Inciso I, Art. 19º CF/88). Assim, é dever do Estado assegurar a liberdade religiosa e sua manifestação (Inciso VI, Art. 5º CF/88). O texto constitucional prevê garantia a todos os cidadãos acerca da possibilidade de crer ou não crer. Por isto mesmo não pode o Estado brasileiro avocar a si qualquer preferência religiosa, nem mesmo de ideologias antirreligiosas, exatamente pelo fato de ser o guardião desta garantia intrínseca do cidadão.
fonte: http://www.cpadnews.com.br/blog/douglasbaptista/o-cristao-e-o-mundo/89/a-liberdade-religiosa-a-escola-publica-e-o-estado-laico.html

Pregadores ou animadores de auditório?


Na pregação moderna, cada vez mais interativa e pouco expositiva, o comportamento dos pregadores (pregadores?) e a reação do público se parecem muito com o teatro de bonecos, formado por manipulador e manipulados. O manipulador, na aludida modalidade teatral, é aquele que dá vida e expressão aos bonecos nos seus mais variados formatos. Na pregação hodierna, a diferença é que o manipulador é chamado de pregador, e o objeto de sua manipulação não são os bonecos, e sim as pessoas.

Conheçamos alguns tipos de crentes que se deixam manipular:

CRENTE MARIONETE

Marionetes são os mais elaborados bonecos entre os vários tipos usados no teatro. Geralmente, são construídos com madeira, com articulações nos pulsos, cotovelos, ombros, cintura, quadris, joelhos e, ocasionalmente, pescoço e tornozelos. Uma marionete padrão é movimentada através de uma série de nove fios que obedece à seguinte distribuição: um para cada braço, um para cada perna, dois para a cabeça, um para cada ombro e um para as costas.

Os fios de sustentação da marionete são ligados a um controle central de madeira em forma de cruz que é movimentado por uma única mão do manipulador. Os pregadores manipuladores também têm os seus “fios”, isto é, os seus clichês, as suas frases de efeito, para mecanizar o culto e manipular o povo, afastando-o da Palavra de Deus e do Deus da Palavra: “Quem nasceu para vencer levante a mão”, “Se você é pentecostal, dê uma rajada de línguas estranhas”, “Aperte a mão do seu irmão até que ele diga ‘aleluia’”, “Tire o pé do chããão”, etc. Mas veja que curioso: na manipulação de marionetes há uma cruz na mão do manipulador! E, na pregação moderna, não existe mais cruz (cf. 1 Co 1.18)! Além disso, o pregador não está mais na mão do Senhor, o Controlador de todas as coisas!

CRENTE FANTOCHE

A montagem do fantoche é feita numa luva, calçada na mão do manipulador, que dá movimento ao boneco. Ele tem tamanho e gestos limitados às dimensões e possibilidades gestuais do operador. A sua construção é relativamente simples: cabeça e mãos são feitas geralmente de material resistente, como madeira, unidas entre si por uma roupa folgada de tecido aberta atrás, por onde é introduzida a mão do manipulador.

Pregadores manipuladores costumam ter facilidade para enganar crentes fantoches, que costumam ser “cabeça dura”, por não frequentarem a Escola Bíblica Dominical e os cultos ensino da Palavra, e fazer “corpo mole” para a obra de Deus. Esses crentes não têm firmeza e vivem atrás de movimentos. Quando ficam diante de um manipulador, comportam-se como se estivessem hipnotizados e obedecem a todas as suas ordens...

Certos milagreiros, à semelhança dos manipuladores de fantoches, que introduzem a mão no interior do boneco, têm conseguido tocar na alma de crentes desavisados, fazendo-os ter sentimentos nunca antes experimentados! Alguns, ao ouvirem esses “pregadores”, caem ao chão anestesiados, riem sem parar, rugem, latem, unem as mãos e não conseguem mais separá-las, etc. E assim caminha o teatro, ops!, o culto “evangélico”, sem pregação expositiva da Palavra de Deus — que verdadeiramente penetra na divisão da alma e do espírito (Hb 4.12) — e muita hipnose, considerada hoje uma grande manifestação do Espírito!

CRENTE MAMULENGO

Mamulengo é uma corruptela de “mão molenga” e alude a um tipo de boneco comum nos teatros do Nordeste do Brasil. O manipulador — ou mamulengueiro — emprega um tom bastante crítico nos diálogos e improvisa bastante, ao fazer piadas de humor pesado, que ridicularizam fatos ou pessoas da comunidade.

Não é difícil de identificar os mamulengueiros e os mamulengos no meio “evangélico”. Ambos, ignorando o evangelho cristocêntrico, valorizam as pregações e as canções revanchistas, ridicularizadoras, zombeteiras, pelas quais se tripudia dos inimigos, que não são as hostes do mal, o mundo ou a carne. Os seus inimigos são os seus vizinhos, patrões, colegas de trabalho e irmãos que os viram na prova e os não ajudaram, e agora são hostilizados “entre a plateia” por aqueles que estão no palco... Mas a Palavra do Senhor nos ensina a amar e a fazer bem às pessoas que se portam como inimigas (Mt 5.44; Rm 12.20).

CRENTE JÔRURI

Comum nos teatros de bonecos do Japão, o jôruri adquiriu grande requinte a partir do século XVIII, com movimento de olhos e articulação dos dedos. Mas a sua movimentação não é fácil. São necessários três manipuladores: o mestre, vestido com traje cerimonial, responsável pela cabeça e o braço direito, e dois manipuladores assistentes, vestidos de preto e com um capuz cobrindo o rosto. O crente jôruri geralmente é classe média alta e catedrático. Não é fácil manipulá-lo. Clichês de autoajuda como “Ouse sonhar” não funcionam com ele. Ele é muito racional e submete tudo ao teste da lógica. Para convencê-lo, é preciso um manipulador-mestre — capaz de mexer com a sua cabeça e com a sua mão direita, induzindo-o a colocá-la no bolso!

Um dos mais famosos manipuladores de crente jôruri da atualidade tem nome e sobrenome estrangeiros e é conhecido como o homem mais sábio do mundo. Não há rico e intelectual que resista aos seus argumentos! Dizem que ele, quando usa a “sua sabedoria” e conta com a ajuda de seus assessores, consegue arrecadar dinheiro até para comprar jatinhos...

Fazer o quê? Na falta de exposição da Palavra de Deus, sobram as representações teatrais. E aumenta cada vez mais o número de manipuladores e manipulados nesse grande circo, ops!, grande teatro que se tornou o culto “evangélico” nesses tempos pós-modernos. Lembremos, pois, do que assevera a Palavra de Deus em 2 Timóteo 4.1-5.

Ciro Sanches Zibordi
Fonte: http://www.cpadnews.com.br/blog/cirozibordi/apologetica-crista/3/pregadores-ou-animadores-de-auditorio.html

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Faça acontecer!!!

FAÇA ACONTECER!

Concentre seus pensamentos em NOVAS idéias, NOVAS alternativas para fazer a mesma atividade e ainda NOVAS POSSIBILIDADES para diversas áreas.

Pessoas com este perfil, olham algo que é feito do mesmo jeito há muito tempo, avaliam, pesquisam, buscam, reinventam o processo, estudam possibilidades de melhoria, enfim, FAZEM as coisas acontecerem.

Eles sabem quem são, tem objetivos claros, tem relacionamentos fortes e estruturados. Respeitam as pessoas, elogiam com facilidade e sabem que são mais importantes do que aquilo que possuem.

Reserve um tempo para SONHAR. Comece a perguntar a si mesmo, como isso pode ser feito. Encontre a melhor forma para alcançar grandes resultados.

Mude seu LINGUAJAR. A palavra IMPOSSÍVEL, troque por, POSSÍVEL. NÃO POSSO, troque por, EU POSSO. ESTOU CANSADO, troque por, ESTOU DISPOSTO. NÃO CONFIO, troque por, EU CONFIO. É DIFÍCIL, troque por, É FÁCIL.

Pare de RECLAMAR. As reclamações sempre estão ligadas a pessoas, isso mostra que você não está pensando em IDEIAS E EM SOLUÇÕES.

O que nós falamos constantemente desenha o nosso futuro. A boca fala daquilo que o coração está cheio, disse Jesus.
Veja os problemas como oportunidades, e não como bloqueios para sua caminhada. ISSO GERA NOVAS IDEIAS



Grande Abraço! Boa semana povo de Deus!
 
Texto retirado do Facebook do Pr Valdecy Matos Toledo, Assembléia de Deus Belém em Junqueirópolis-sp, autoria do mesmo.

sábado, 14 de junho de 2014

Concorra a um lindo presente Surpresa

Estamos sorteando neste mês um lindo presente surpresa, a todos que curte, compartilha, e acessa nossos blogs.

Participe preenchendo os dados abaixo:

foxyform

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Ovelha bem alimentada é fértil

  
Inicio esse texto tratando de um assunto de suma importância, venho relatar sobre o contribuir na Igreja, isso mesmo, tirarmos o dinheiro de nosso suor e investir na obra de Deus.
      Em meio a tantos corruptos, a desconfiança gera em nosso interior a retração em relação ao ofertar na casa de Oração. Mais como a Biblia é completa ela sempre alerta sobre o falso e o verdadeiro em todos os sentidos, há aqueles que usam de má fé os recursos financeiros, mas também se revela aqueles que de boa reputação, usa de forma sábia e com temor de Deus os recursos colhidos do povo de Deus.
Recursos que mantém missionários em todas as partes do Brasil e do Mundo, e mantém as Igrejas e seus dirigentes a segurados, para trabalhar de forma integral a obra do Senhor, e isso é louvável.
       Mas a intenção deste texto é sobre as ministrações apelativas para arrecadação de ofertas, onde se usa ameaças e misturam nova e velha aliança para persuadir de forma errônea as pessoas que as ouvem, venho alertar que o povo de hoje, não é o povo de 10 anos atrás, hoje se busca mais intensamente a razão de tudo e todos. Por esse motivo exercite sua fé em meios as dificuldades financeiras, orando, jejuando e se consagrando, para que você transmita de forma espiritual, uma palavra viva e eficaz de total aceitação, palavra dirigida pelo professor de todos os pregadores o lindo Espirito Santo, por esse motivo vem o tema desse texto " Ovelha bem alimentada é fertil", produz leite e lã com qualidade e gera mais frutos em seu ventre, isso é novos convertidos e mãos que apresentam ao altar a melhor oferta para o trabalho do Senhor.
Provérbios 3
Que o amor e a fidelidade
jamais o abandonem;
prenda-os ao redor do seu pescoço,
escreva-os na tábua do seu coração.
4 Então você terá o favor
de Deus e dos homens
e boa reputação.
5 Confie no Senhor de todo o seu coração
e não se apoie
em seu próprio entendimento;
6 reconheça o Senhor
em todos os seus caminhos,
e ele endireitará as suas veredas.
7 Não seja sábio aos seus próprios olhos;
tema o Senhor e evite o mal.
8 Isso dará a você saúde ao corpo
e vigor aos ossos.
9 Honre o Senhor
com todos os seus recursos
e com os primeiros frutos
de todas as suas plantações;

10 os seus celeiros
ficarão plenamente cheios,
e os seus barris transbordarão de vinho. 

O melhor de Deus vem para sua vida!!!!.....quem se alimenta bem, produz frutos melhores.

Texto escrito por:
Roberto Miguel, membro da Igreja Assembléia de Deus ministério Belém de Junqueirópolis

Prefeito Furini fala sobre Evangélicos.


Dia do evangélico em Junqueirópolis, foi marcado com um grande evento em praça publica com presença de membros de várias denominações, esteve cantando o Maury de Jesus
Veja alguns vídeos:


Veja a emocionante palavra do Prefeito Hélio Furini:
video

Louvor com Maury De Jesus
video

terça-feira, 10 de junho de 2014

Pastores e padres proibidos visitarem seleção brasileira

O técnico Luiz Felipe Scolari proibiu os cultos na concentração que está acontecendo na Granja Comary, Teresópolis (RJ), impedindo até mesmo líderes religiosos que estiveram presentes nas últimas copas.
Nem mesmo o padre Pedro Bauer, amigo pessoal de Felipão, teve autorização para chegar perto da seleção brasileira. O padre tem tentado contato com o técnico, mas nem mesmo pelo telefone está conseguindo se comunicar.
“Eu vejo o Felipão blindado. Acho que o telefone dele está bloqueado pela CBF depois que teve aquela piada envolvendo o presidente do Atlético de Madri. Eu não consigo mais falar com ele, não sei se trocou de telefone. Mas eu respeito a posição dele de preservar e não me meto muito. Continuo orando de longe para que tudo dê certo”, disse o católico.
O padre Bauer já foi à concentração do Palmeiras em 2011 quando Felipão era técnico do time e em 2002 chegou a participar da preparação da Copa no jogo contra o Paraguai que aconteceu no estádio Olímpico.
Outro líder religioso que não teve acesso aos jogadores este ano é o pastor Anselmo Alves que esteve ao lado da seleção brasileira nas Copas de 2002, 2006 e 2010.
Ele resolveu se hospedar por conta própria em uma pousada em Teresópolis, mas não conseguiu chegar até os jogadores. “Não gosto de falar em proibição. Apenas respeito as determinações. As pessoas só devem entrar na folga. Se alguém me convidar, estarei lá. Estou aqui em Teresópolis para isso, mas até agora ninguém falou nada”, disse o pastor.
A proibição da entrada de líderes religiosos não partiu diretamente de Felipão, desde que Dunga deixou a seleção e Mano Menezes assumiu, a quantidade de cultos e momentos de oração entre os jogadores diminuiu.
Agora a CBF tem uma posição oficial sobre tema, o treinador tem que respeitar todas as religiões, mas cultos na concentração não estão permitidos e nem se pode privilegiar uma manifestação de fé dentro dos espaços de treinamento dos jogadores. Com informações UOL

Marcha para Cristo do Rio de Janeiro, Maior do Mundo!!!

A Marcha para Jesus do Rio de Janeiro tornou-se a maior do mundo em 2014, após reunir mais de 600 mil fiéis no centro da cidade. Antes, o evento com mais participantes era o de São Paulo, que por muitos anos reuniu milhões de participantes, mas na última edição, 07 de junho, atraiu apenas 250 mil de acordo com a Polícia Militar.
A organização da Marcha para Jesus no Rio de Janeiro nos últimos anos vem sendo realizada pelo Conselho de Ministros Evangélicos do Estado do Rio de Janeiro (COMERJ), presidido pelo pastor Silas Malafaia.
Em São Paulo, a organização do evento é feita pela Igreja Renascer em Cristo, que é liderada pelo casal apóstolo Estevam Hernandes e bispa Sonia Hernandes. Na época em que estiveram presos nos Estados Unidos, houve maior abertura para participação de outras lideranças evangélicas, mas nem isso foi suficiente para impedir o declínio do número de participantes ao longo dos anos.
Na Marcha para Jesus do Rio no dia 31 de maio, participaram do evento artistas gospel como Fernandinho, Kleber Lucas, Raquel Mello, Anderson Freire, André Valadão, Rachel Malafaia, Jotta A, Flordelis, Renascer Praise, Eyshila, Fernanda Brum, Ministério Apascentar, Michelle Nascimento, Gospel Night, Jozyanne, Nani Azevedo, Perlla, Comunidade Internacional da Zona Sul e Tonzão, além de pastores que realizaram discursos sobre o Brasil, libertação de vícios, cidades do Rio de Janeiro, paz, autoridades governamentais, mulheres, Copa do Mundo, família, entre outros.
Já em São Paulo, o tema foi “Conquistando para Cristo“, e o auge do evento foram as participações dos cantores gospel, como Fernanda Brum, Eyshila, Renascer Praise, Ao Cubo, André Valadão, Kléber Lucas, Thalles Roberto, Banda do PA, Aline Barros, Gabriela Rocha, Gui Rebustini e Livres Para Adorar, entre outros.

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Show Gospel com Mauri de Jesus 12/06 Junqueirópolis

Está na programação dos 69 anos de Junqueirópolis um belo culto em ação de graças, realizada pelo COMEJ- CONSELHO DE MINISTROS EVANGÉLICOS DE JUNQUEIRÓPOLIS
Com Maury de Jesus
Dia 12/06 em praça pública ás 19:30.

Daniel e Samuel na aceruva 2014 em Junqueirópolis


Confirmado no dia 08/10/2014 abertura da maior festa do interior paulista está reservada para os cantores evangélicos Daniel e Samuel.

Informações dos shows
Com a confirmação da contratação dos novos artistas e as atrações já anunciadas anteriormente, a grade com a programação da Aceruva 2014 –
 “A Mais Bela Festa do Interior Paulista” ficou assim definida: 
Daniel e Sanuel (08/10);( entrada franca)
 Luan Santana (09/10);
 Munhoz e Mariano (10/10)
; Loubet (11/10); 
e Dudinha e a Galinha Pintadinha
 (12/10).

Seguidores

Translate/tradutor

Arquivo do blog