sábado, 18 de julho de 2015

DA JANELA ÀS ÁGUAS DO AVIVAMENTO

"Paulo, porém, descendo, inclinou-se sobre ele e, abraçando-o, disse: Não vos perturbeis, que a sua alma nele está." Atos 20:10

      Eu desconheço a mensagem que Paulo estava pregando aquela noite, mas sei que a unção que repousava sobre ele, fê-lo pregar até à meia noite. Um jovem que estava sentado na janela do 3º andar, acaba dormindo, caindo, e levantado pelas pessoas tido como morto.
      O jovem se chamava Eutico, e talvez o mesmo tivesse escolhido um péssimo lugar para escutar a palavra de Deus, a "janela". Na janela, Eutico poderia estar com o corpo dentro, mas sua atenção se voltava para fora. Na janela, o jovem conseguia aproveitar os dois ambientes. Se por um lado, podia sentir o calor da pregação de Paulo que envolvia o templo, de outro, podia aguçar sua curiosidade com as peripécias que as pessoas realizavam do lado de fora.
      Deus não chamou ninguém para ficar em janelas, pelo contrário, o Altíssimo quer que fechemos as janelas que dão acesso à carnalidade e nos entreguemos ao mundo espiritual que está dentro do templo. Assim como Ezequiel – 47, Deus quer que nós mergulhemos no rio de águas purificadoras. Quando o profeta Ezequiel molhou os pés no rio, o Senhor pediu que ele aprofundasse mais, demonstrando que seu interesse maior é que seus filhos mergulhem no rio da graça e do avivamento.
      O momento é de descer da janela, sair do “Vale da decisão” conforme dissera o profeta Joel 3-14, munir das armaduras de Deus Ef. 6-11 e assumir a identidade Cristocêntrico. Afinal, para avançar à carreira que nos foi proposta, e experimentar o melhor de Deus é necessário apenas saltar da janela para as águas do avivamento. 
Colunista do Blog PRM Ronaldo Rodrigues

Seguidores

Translate/tradutor